quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Abreu dá desconto de 25% para o segundo passageiro em 76 roteiros pela Europa

A primeira promoção de Europa da operadora neste ano é válida de hoje (14) a 28 de fevereiro
Atrativos de Praga nos roteiros da Abreu
A operadora Abreu, especialista em levar turistas aos melhores destinos ao redor do globo, lança sua primeira promoção de 2019. Em vigor de hoje (14) a 28 de fevereiro, a ação garante 25% de desconto para o segundo passageiro em mais de 70 pacotes para a Europa.
A oferta diz respeito aos chamados Circuitos Europeus da agência, excursões em grupo que incluem acomodação, traslado, guia e alguns passeios, sendo válida para roteiros e datas selecionados. Ao todo, são 76 circuitos e 242 saídas, que contemplam cerca de 30 destinos, desde os mais tradicionais como França, Itália e Espanha, até os mais incomuns, como Eslovênia, Albânia e Sérvia.
“Sabemos que o início do ano é um momento em que muitas pessoas estão pensando nas férias e queremos oferecer um incentivo a elas, além de garantir bons preços para colaborar com nossos agentes parceiros”, afirma Ronnie Corrêa, diretor da Abreu no Brasil.
A promoção se apresenta como uma oportunidade para ampliar as vendas dos agentes de viagem ao longo do mês de fevereiro.
SOBRE A ABREU
A Abreu é uma operadora de turismo especialista em levar turistas aos melhores destinos ao redor do globo, além de customizar roteiros de maneira única, pois trabalha com os melhores agentes de viagens e profissionais de turismo do mundo. Oferece pacotes de viagens no Brasil, na América Latina, nos Estados Unidos, na Europa, na Oceania e muito mais.
Com mais de 170 anos de experiência, possui um profundo conhecimento do mercado. Os pacotes e serviços atendem a diferentes demandas de orçamentos, desde opções econômicas até produtos exclusivos, sejam em grupo ou individuais, nos mais variados segmentos como cruzeiros, viagens românticas, destinos exóticos, luxo, família, esqui e praias.
Por conta da alta qualidade dos seus produtos e serviços, a agência já foi premiada inúmeras vezes nos países com os quais mantêm relações comerciais e institucionais. Acesse www.abreutur.com.br



Leia Mais ►

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Cetur faz reunião com palestra do diretor da Fraport

Cetur em sua primeira reunião anual
Em sua primeira reunião do ano, na manhã de hoje, o Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomercio-CE (Cetur) teve como convidado o diretor de Operações Aeroportuárias da Fraport, Alan Veras, que falou sobre o plano de expansão do Aeroporto Internacional Pinto Martins. A reunião foi coordenada pela Presidente do Cetur, Circe Jane Teles da Ponte, e pelo Secretário Executivo, Marcos Pompeu, e reuniu representantes de vários órgãos que integram o Cetur.

O Cetur foi criado em dezembro de 2015 com o objetivo de reunir os agentes de turismo que representam as empresas do segmento para o planejamento e a realização de ações que fortaleçam e desenvolvam o setor no Estado do Ceará. A Fraport é uma empresa alemã especializada na administração de aeroportos em vários países e ganhou a concorrência para administrar o Aeroporto Internacional Pinto Martins por 30 anos.
Marcos Pompeu, Alan Veras recebendo o brinde, Circe Jane e Evelyne Tabosa
Circe Jane deu boas-vindas ao convidado e fez um relato das atividades do Cetur, com palestras e projetos de pesquisas em andamento em Fortaleza e no Cariri. O palestrante ficou conhecendo o Cetur através da sua representatividade (com órgãos e entidades ligadas ao turismo) e foi convidado a inserir a Fraport como participante.

Alan Veras fez um relato das suas atividades em vários aeroportos e disse que o projeto de Fortaleza é fantástico. Com reforma e ampliação, nos dois primeiros anos o aeroporto virou um canteiro de obras que envolvem pátio/pistas e terminal/vias de acesso. As obras, com 52% concluídas, estão em andamento 24 horas por dia e a diretoria procura tornar o espaço menos traumático possível, com o propósito de receber bem o turista.
Várias entidades representadas na reunião
Veras falou da ampliação da pista em mais 210 metros e do aumento das pontes de embarque, que passam de sete para 15. Embarque e desembarque ocorrerão em pisos diferenciados e muitos dos presentes não entenderam a explicação. Haverá estacionamento para ônibus e vans e o estacionamento de veículos passará de 900 para 1.100 vagas. O assunto gerou abordagem sobre o pouco tempo de tolerância, de 10 minutos, e a cobrança de R$ 14,00 a hora. Veras disse que o serviço é terceirizado e não informou nada sobre uma possível modificação.

Segundo o palestrante, o aeroporto lidera a movimentação internacional no Norte/Nordeste. O crescimento é em função do Hub (Air France/KLM/Gol). A boa notícia foi questionada pelos hoteleiros, que não estão participando deste crescimento na hospedagem. A pretensão deles é que haja uma forma de identificar para onde estão indo estes passageiros ou se eles estão apenas fazendo conexões. No final da palestra, Veras recebeu um brinde da Fecomercio, entregue pelos anfitriões Circe Jane e Marcos Pompeu.


Leia Mais ►

domingo, 10 de fevereiro de 2019

Redução da alíquota do ICMS sobre o combustível dos aviões em SP gera 490 novas partidas semanais

A redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre o combustível dos aviões em São Paulo, dos atuais 25% para 12% em voos domésticos, vai quase que dobrar o número de cidades paulistas atendidas pelo transporte aéreo, das atuais sete para 13. Isso porque as companhias aéreas (Avianca, Azul, GOL, Latam, Latam Cargo e Passaredo) assumiram o compromisso de atender seis novos destinos dentro do estado e criar mais 64 voos nacionais, todos em processo de definição. Será o equivalente a 490 partidas semanais (ver quadro abaixo) que deverão ser iniciadas em até 180 dias, após a sua formalização pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
“Essa, sem dúvida, é uma das maiores conquistas da aviação comercial brasileira. Com essa medida, São Paulo ganha ainda mais protagonismo na conectividade aérea nacional, além do desenvolvimento econômico e social que será gerado com mais voos no estado. O governo estadual dá um exemplo de iniciativa que fortalece a competividade do setor aéreo”, diz o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz.

Os voos que serão criados e destinos que serão atendidos, segundo Sanovicz, promoverão um estímulo econômico gerado pelo aumento de consumo nas cidades e das receitas com o turismo que, num cenário conservador, poderá proporcionar ao estado um aumento anual de R$ 6,9 bilhões no Valor Bruto da Produção, além da geração de 59 mil empregos e o pagamento de R$ 1,4 bilhão em salários. Estima-se, ainda, um impacto econômico de mais de R$ 316 milhões, em 2019.  O estado concentra o maior número de movimentações aéreas (decolagens domésticas e internacionais) do país, com mais de 30% do total.

“STOPOVER”

Também está prevista uma campanha conjunta entre a Secretaria Estadual de Turismo, o São Paulo Convention & Visitors Bureau (SPCVB) e a Abear, representando as companhias aéreas associadas, para promover o programa “stopover”, que é a descida em São Paulo de um passageiro num voo vindo de Fortaleza ou alguma cidade internacional, por exemplo, com destino final previsto em Porto Alegre. Neste caso, o passageiro poderia optar por permanecer pelo menos um dia em alguma cidade paulista e aproveitar as ofertas locais de lazer, compras, cultura ou natureza antes de se deslocar ao destino final. O investimento previsto é de cerca de R$ 40 milhões, apenas em 2019.

 


Leia Mais ►

sábado, 9 de fevereiro de 2019

"O poder das mulheres no Turismo"


Por Marta Rossi  
(CEO FESTURIS Gramado)

Turismo é um campo fértil para a atuação das mulheres, seja para ocupar postos de trabalho ou para empreender e liderar. Há 30 anos eu e minha grande amiga Silvia Zorzanello ingressamos no turismo, criamos a Feira Internacional de Turismo de Gramado, evento que agora em 2019 chega a sua 31ª edição. Nós iniciamos assim, acreditando em uma ideia e de olho no mercado, como muitas outras mulheres também iniciaram seus projetos no mercado turístico, seja na hotelaria, agência de viagens, operadoras, receptivos, imprensa especializada e tantas outras áreas que este segmento oferece. 
Marta Rossi
Com o passar dos anos, o empoderamento feminino e a luta pelos direitos e igualdade de gênero fizeram (e continuam fazendo) com que as mulheres se posicionem ainda mais à frente deste mercado. Segundo uma pesquisa da Catho, no Brasil, o turismo está entre as 10 áreas com maior participação de mulheres no mercado. Além disso, nós mulheres, ocupamos 55,68% dos cargos do setor. Inclusive cargos de liderança, a pesquisa International Business Report (IBR) – Women in Business, produzida pela Grant Thornton, constatou que na América Latina os setores de turismo e hotelaria são os que mais contam com mulheres em cargos de liderança (31%). Posso citar, por exemplo, os cargos ocupados pelas poderosas: Magda Nassar, vice-presidente da Abav Nacional e presidente da Braztoa; Chieko Aoki, fundadora da rede hoteleira Blue Tree Hotels; Teresa Perez, Fundadora da Teresa Perez Tours; Ana Maria Donato, diretora da Imaginadora, Tia Iara, CEO da Tia Iara Turismo e tantas outras que eu poderia encher muitas páginas destacando.

As turistas!

Olha que curioso, a própria palavra “viagem” é no dicionário um substantivo feminino, brincando com a coincidência, somos nós mulheres que estamos transformando o turismo. Além da vantagem no mercado de trabalho, o público feminino também ganha destaque na hora de viajar. A Zarpo realizou um levantamento sobre o mercado de luxo brasileiro, segundo a OTA, as mulheres são responsáveis pela decisão de compra em 70% das vezes.

Ministério do Turismo, em uma pesquisa em fevereiro de 2017, revelou que 21,2% das mulheres entrevistadas têm intenção de viajar nos próximos seis meses. Dessas, 62,4% irá viajar pelo Brasil. Um dado importante da pesquisa é que 17,8% das que pretendem viajar, irão desacompanhadas. A Airbnb, também destacou no ano passado, que o Brasil está entre os cinco países com mais mulheres que viajam por conta própria.

Um evento feito por mulheres!

Seguindo esse movimento de mulheres inseridas no turismo, seja como empreendedoras ou como turistas, no ano passado nós abraçamos, na Rossi & Zorzanello, a ideia da Fiaseet (Federação Internacional de Associações de Executivas de Empresas Turísticas). Uma entidade de mulheres comprometidas com o desenvolvimento de seus países no campo do turismo e do social. Atualmente são mais de 600 associadas presentes em oito países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Paraguai e Peru. Todas engajadas em utilizar o turismo como ferramenta de transformação social, grandes mulheres!

No Brasil a Federação é representada pela Afeet Brasil (Associação Federativa de Executivas de Empresas Turísticas), liderada por duas grandes amigas e guerreiras que conheço: Clorinda Denck e Rosane Avila. Neste ano a Afeet vai realizar em Gramado a Junta Fiaseet, evento com reuniões de trabalho entre as representantes dos oito países que participam da Associação, onde são esperadas mais de 100 participantes. A Rossi & Zorzanello será a organizadora da Junta 2019, que ocorrerá de 1 a 5 de abril.

O Convention & Visitors Bureau da Região das Hortênsias teve apoio na captação do evento para Gramado.

Empoderamento no turismo

Sou grata às mulheres que serviram de inspiração para mim no início de minha carreira e pelas tantas outras que continuam sempre me ensinando. O turismo tem uma longa lista de mulheres inspiradoras, pioneiras que abriram o caminho para que nosso gênero pudesse prosperar neste segmento.

Me sinto hoje, com mais de 30 anos de experiência no turismo, com a obrigação de ajudar e incentivar as novas e futuras gerações de guerreiras que pretendem ingressar neste universo maravilhoso que é o mercado turístico.

Deixo aqui quatro dicas para as mulheres que estão despertando para o turismo:      
  • Faça sempre o melhor: Confie no seu talento e capacidade de trabalho. Nunca descarte o seu senso intuitivo, característica inerente ao público feminino.
  • Posicionamento: Tenha sempre posicionamento profissional e busque expor suas ideias e valores. Isto vai garantir seu espaço, determinando seu território.
  • Seja referência: Busque sempre estar capacitada, ter conhecimento e ser referência em seu local de trabalho. O conhecimento fará você crescer e se destacar, aliando isso ao companheirismo e força de vontade, você poderá liderar qualquer equipe.
  • União: É muito importante que nós mulheres continuemos unidas, buscando fortalecer nossa presença dentro do setor turístico e também em diversos segmentos da sociedade.


Leia Mais ►

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Flecheiras recebe investimento internacional no The Coral Villas

Bonita por natureza, Flecheiras, no município do Trairi, litoral Oeste do Ceará, desponta para o turismo com suas águas cristalinas, piscinas naturais e vento, o melhor do mundo segundo os praticantes de kitesurf e windsurf. Visitada com reserva, Flecheiras não sofreu com a ação do homem e conserva recantos bucólicos. A melhor época para visitar Flecheiras é entre junho e outubro, embora a praia receba visitantes o ano todo
Mas, para quem é exigente com serviços, a praia reserva surpresas: spas, restaurantes, bistrôs, luxo e segurança, especialmente com a chegada do The Coral Villas, empreendimento misto de residencial para segunda moradia, com serviços de hotelaria completos, beach club e um resort alto padrão, que deve ser entregue até 2021.
A novidade está ampliando a oferta de serviços e aumentando o índice de ocupação da região, sem deixar que a localidade perca sua característica de destino natural e de bem-estar. Com um VGV de U$150 milhões e meta de vendas em 2019, que vai além dos R$10 milhões por mês, o The Coral é o primeiro empreendimento da internacional BRIC no Brasil.
Várias residências já estão à venda e recebem turistas de várias partes do Brasil e do mundo. O projeto é baseado em uma das maiores mudanças de comportamentos acontecida nos últimos tempos, e que tem se reforçado no setor de turismo: o compartilhamento. Qual a diferença de outros projetos similares, no Brasil? A possibilidade de adquirir uma fração, e não a totalidade da residência, com escritura, ou seja, é mais acessível, sem deixar de ser um ótimo negócio.
Férias em Flecheiras e no mundo todo
A BRIC ainda firmou, no final do ano, parceria com a RCI, uma das maiores redes de intercâmbio do mundo, com mais de 4.500 empreendimentos afiliados, em mais de 100 países, em lugares como a Disney e Cancun. Cada fração adquirida e que equivale a um tempo de permanência por ano na residência escolhida, pode ser transformada em tempo de intercâmbio em qualquer destino RCI. A vantagem é poder passar férias em lugares diferentes a cada ano.
O The Coral tem plantões de venda na Avenida Beira-Mar de Fortaleza, no belíssimo condomínio de Landscape, e em breve, será inaugurado novo PDV na Praia do Cumbuco. As metas de vendas para 2019 são agressivas, chegando a R$10 milhões por mês. A responsável pela qualidade impecável dos serviços é a Atlântica Hotels, maior administradora de hotéis de capital privado da América do Sul, representante de 19 marcas, com mais de 20 mil apartamentos em 120 hotéis espalhados pelo País.
O empreendimento está com residências a vendas, com frações a partir de R$ 50 mil reais e quatro mix de produtos: diamante, ouro, prata e bronze, cada um com diferentes períodos de permanência. O complexo inteiro, incluindo o resort, deve começar a funcionar a partir de 2021.
O THE CORAL
O empreendimento em plena praia de Flecheiras, litoral cearense, a 120 quilômetros da capital Fortaleza, conta com o projeto de 700 unidades residenciais, parte delas, que serão vendidas em frações imobiliárias, com oferta de serviços de hospitalidade, além de Beach Club e Resort alto padrão com bandeira internacional. Com localização privilegiada e um público selecionado, que já conhece o destino graças a um dos melhores ventos do mundo para a prática do kitesurf, o projeto de paisagens paradisíacas tem foco em wellness e no contato com a natureza. O projeto, estimado em U$150 milhões, deve ser entregue até 2021.
A BRIC 
Grupo internacional incorporador com sede na Espanha, nascido em 1996, a BRIC já comercializou mais de mil propriedades ao redor do mundo e tem, hoje, uma carteira de imóveis com cerca de 750 unidades, em lugares como a Flórida, nos Estados Unidos, e Budapeste, na Hungria. A empresa é especializada em avaliar e identificar nichos de mercado com significativo potencial de crescimento e investir diretamente antes de comercializar as unidades. O Grupo iniciou seus negócios aqui em 2008, com a compra do terreno para seu primeiro empreendimento, e viu no Brasil a chance de investir em um mercado promissor.



Leia Mais ►

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Gramado será sede de encontro internacional de executivas do turismo

Clarinda Denck, Vera Pinho Santos, Neneca Campos e Roseane Ávila
As mulheres estão ocupando seus espaços e abrindo portas para um mercado especializado e internacional. O assunto vai ser discutido em Gramado, por ocasião da  Junta FIASEET, um evento assinado pela Associação Federativa de Executivas de Empresas Turísticas (AFEET Brasil), que vai reunir cerca de 80 mulheres no Hotel Alpestre.
Rosane Ávila, presidente da AFEET–RS, explica em entrevista a atuação da Associação no Brasil e no Rio Grande do Sul, além de dividir alguns detalhes do evento, que será realizado de 01 a 05 de abril de 2019 e foi captado pelo Convention Bureau Gramado e Canela, tendo a Rossi & Zorzanello na organização.

Como é a atuação da AFEET-RS no Brasil e quais os principais projetos da Associação?
 A AFEET-RS é uma entidade composta por mulheres executivas e empreendedoras em diversas áreas do turismo, comprometidas e dispostas a trabalhar para o desenvolvimento turístico e social.  É filiada a uma federação internacional de associações, a FIASEET, que compreende atualmente sete países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, Paraguai e Peru. Nossos principais projetos como AFEET Brasil têm como carro chefe a Campanha contra exploração comercial e sexual de crianças e adolescentes no Turismo, a Valorização do Agente de Viagens, além de ações sociais direcionadas a entidades carentes, bem como aos refugiados que estão chegando ao Brasil.
Um dos eventos anuais da Federação é a Junta FIASEET. A edição de 2019 acontece em Gramado. O que levou o grupo a escolher a cidade gaúcha como sede?
Gramado sempre esteve na lista de todos os países pertencentes à FIASEET para que se realizasse uma nova edição no Brasil, tendo o município como sede. Aceitamos o desafio, apesar de todas as dificuldades que enfrentamos no Brasil, atualmente. O TripAdvisor, uma plataforma de busca de viagens que reúne avaliações de usuários e com base nelas rankeia os melhores e mais desejados destinos de viagem do mundo, elegeu em 2018 e concedeu o Prêmio “Traveller’s Choices” a Gramado como o segundo melhor destino de viagens do Brasil, e quinto da América Latina. Além disso, uma associação de mulheres precisa ter sempre um destino de compras. Que melhor lugar para oferecer às nossas associadas se não Gramado?
O que está se preparando para as sócias na Junta em Gramado? O que as participantes podem esperar?
A Junta é uma reunião/encontro das associadas com a sua mesa diretiva com o intuito de ouvir ideias e dificuldades enfrentadas pelos seus países, visando buscar estratégias para transformá-las em ações vitoriosas. Nesta ocasião, também, são realizadas conferências e networking. O Brasil está preparando para as sócias que vierem a Gramado  um programa com as melhores opções de hospedagem, gastronomia, vivências e experiências que farão estes dias inesquecíveis . Com o cenário de beleza que a própria cidade oferece, temos certeza de que será um sucesso, já que a organização está a cargo da empresa Rossi & Zorzanello, conhecida por sua eficiência e profissionalismo. 
Quantas sócias têm no Brasil? Além da Junta, quais ações entre as participantes são realizadas anualmente?
Atualmente o Brasil conta com 33 sócias em sua maioria no Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais. Além da Junta, a FIASEET, organiza anualmente o seu congresso internacional, que acontece em novembro. É o momento onde se discutem as ações realizadas nos países pertencentes e resoluções de sua Mesa Diretiva.  Durante este evento são oferecidas às sócias: capacitações, conferências, oportunidades de networking e passeios culturais. 
O mercado de negócios está cada vez mais feminino. Como você avalia essa atuação da mulher dentro dos empreendimentos de turismo?
As mulheres são responsáveis por 70% das decisões de viagens nas famílias e compõem 54% do mercado de viajantes. Porém na Indústria são minoria em posições de liderança, segundo o Jornal Panrotas, em publicação de março de 2018. Especificamente nas várias áreas do Turismo, como redes hoteleiras, aviação, operadoras, locadoras, para citar alguns exemplos, a maioria são comandados por homens. Há diferenças salariais nos mesmos cargos entre homens e mulheres, e  menos oportunidades para nós, além de preconceitos e machismo de nossa sociedade. Precisamos mudar estas estatísticas e para isto temos que mostrar que somos capazes, eficientes, profissionais e persistentes para chegarmos lá em igualdade com os homens.
E sobre o mercado do turismo: Que ações em sua opinião podem impulsionar o setor a nível nacional e internacional? 
Com relação ao Brasil, o Turismo é uma atividade pouco explorada diante do potencial que apresenta. Temos uma imensa variedade de riquezas naturais, culturais, históricas, além de sua extensão. Com a alta do dólar e consequente a redução de viajantes brasileiros indo ao exterior, na minha opinião o Brasil deveria aproveitar este momento para investir mais em publicidade, ofertas especiais em conjunto com as operadoras e hotéis para que o consumidor veja vantagens em fazer turismo no seu próprio país. Somos mais de 200 milhões de habitantes e se tivéssemos ações mais direcionadas e preços justos para esta população, toda a atividade turística se beneficiaria com isto e a economia do país também. O Brasil ocupa, na atividade turística, apenas 1% do fluxo mundial, esta posição deve-se a todas estas questões, além da infraestrutura muitas vezes precária em certas regiões e falta de segurança. Falta o poder público rever a sua política, possibilitar créditos acessíveis aos empreendedores para que eles possam crescer.


Leia Mais ►

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Vale do Jaguaribe recebe o VII Festival Internacional do Folclore

Txai promove o folclore há 18 anos FOTO: Jeff André
Cerca de 300 artistas de 10 Grupos de Projeção Folclórica de abrangências local e nacional, Grupo de Etnia e Grupo Internacional se apresentarão e levarão ações formativas para escolas, ginásios, faculdades e centros culturais do Vale do Jaguaribe durante o VII Festival Internacional de Folclore do Ceará, que tem início quinta-feira (7) e segue até domingo (10). Este ano, o Festival acontecerá nas cidades de Alto Santo, Limoeiro do Norte, Morada Nova, Quixeré, Russas e Tabuleiro do Norte. A programação é gratuita e terá apresentações musicais, de dança folclórica e comercialização de artesanato, literatura de cordel e gastronomia regional.

Cabras de Lampião FOTO: Divulgação
Além de valorizar as tradições, a pesquisa e a experimentação, o Festival promoverá o encontro entre as mais distintas manifestações culturais e trará reflexões sobre as danças folclóricas em um contexto internacional, por meio do qual será possível conhecer aspectos da trajetória de um povo e ampliar conhecimentos. A população da região também poderá participar das ações formativas, que incluem aulas-show, vivências e exposições, valorizando a cultura popular e fortalecendo o Ceará como cena internacional da dança, arte e cultura.

Grupo Parafolclórico Fulô do Sertão
“Depois de subirmos a serra na edição anterior, decidimos este ano levar o Festival Internacional de Folclore do Ceará para o Vale do Jaguaribe, uma região riquíssima em tradições, cultura, história, turismo e gastronomia. Acreditamos que haverá uma intensa troca cultural entre os grupos convidados e os moradores da região, que poderão desfrutar de ampla programação, gratuita e aberta ao público”, avalia Sheila Fernandes, coordenadora do Festival. A expectativa é atingir um público de 15 mil pessoas durante os quatro dias do evento.

Grupo de Dança Paraíba FOTO: Divulgação
Representando o Ceará, participarão do VII Festival Internacional de Folclore do Ceará a Companhia de Ritmos e Danças Populares (Cordapes), Grupo de Dança Tablado, Grupo Oré Anacã – Grupo de Danças da UFC, Grupo Parafolclórico Fulô do Sertão (Senador Pompeu) e Txai Cia de Danças Populares, que será homenageada nesta edição. Da Paraíba, virá a Tropa de Danças Regionais; de Pernambuco, o Grupo de Xaxado Cabras de Lampião; do Pará, o Grupo Parafolclórico Asa Branca; de São Paulo, o Grupo Apolo de Danças Gregas; e do Paraguai, o Grupo Paraguay Ete Villa Elisa. Entre as atrações, haverá ainda a Coroação das Rainhas dos Maracatus Cearenses: Az de Ouro, Nação Baobab, Nação Iracema, Reis de Paus e Vozes da África, todos de Fortaleza.

Grupo Apolo de Dança FOTO: Ana Fuccia
Em reconhecimento pelos trabalhos de fortalecimento da cultura popular, o Festival irá homenagear em 2019 a Txai Cia de Danças Populares, que está completando 18 anos de atividades; e o pesquisador Clerton Martins, professor-titular do curso de Psicologia da Unifor, doutor em Psicologia pela Universitat de Barcelona e pós-doutorado em Estudos do Ócio pela Universidad de Deusto, na Espanha.

MAIS INFORMAÇÕES:
VII Festival Internacional de Folclore do Ceará
Data: De 7 a 10 de fevereiro de 2019
Local: Vale do Jaguaribe (CE)


Leia Mais ►